[2. 8] O PODER DA TRADIÇÃO©.

07/03/2003.

COLOSSENSES. E O PODER DA TRADIÇÃO©.

"Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo."

                                       (Cl 2. 8 - NVI). 

            Visitei a página da ABIC na Internet nesses dias, quis conhecer um pouco a história dessa respeitada associação de café. Para os que me conhecem, isso é natural, visto que adoro um cafezinho. Mas isso não é mais uma forma de vício, eu só desejei entender, por que uma empresa de café rompe com uma instituição que visa defender seus interesses. Estou falando da empresa que produz o café Pilão (que por sinal, parece ser um bom café). 

            Numa atitude visível de tradicionalismo (todo tradicionalista é individualista), a empresa que fabrica o café Pilão se coloca acima das normas que regulam o mercado cafeicultor Brasileiro. A Abic (Associação Brasileira da Indústria de Café) é responsável por entre outras coisas, fiscalizar a pureza do café Brasileiro. Muitos Brasileiros bebem café com milho, gravetos, grama e até fezes de pequenos animais do campo, sem ao menos sentir isso. É a pureza que essa associação prega que incomoda a marca Pilão. Por detrás da Abic, há histórias de lutas até com presidentes, como no caso de Médici em 1973. É essa história de luta pela classe e pureza do produto, que a marca Pilão, vem ignorando. 

            Dentro das igrejas hoje, existem muitos Pilões. Isto é, tradicionalistas que querem impor seu nome e sua tradição goela abaixo de Cristo. Nenhum nome esta acima do Nome de Jesus (At 4. 12). Nenhuma linhagem é mais importante do que a Dele (Jo 1. 1). Mesmo assim, todos os dias Ele continua sendo julgado por esses Fariseus e Saduceus, que o querem silenciar, pois Ele os aborrece. Seu amor é PURO, seu julgamento é sem MISTURAS, Sua história é LIMPA; e isso incomoda os senhores da igreja, os doutores que fazem as leis. A companhia por detrás da Pilão desafia a Abic, por não crer em sua filosofia de trabalho, ora bolas, não é o mesmo que fazem os que querem mudar e mandar na Igreja de Cristo? Sinto um profundo desgosto quando penso nisso, gostaria que essa realidade não fosse tão presente e real

            Cristo tem e sempre terá autonomia para mandar em Sua igreja, Ele não pede opinião, Ele dá ordens! Tradição quer dizer entre outras coisas, que se cultiva um hábito por um longo espaço de tempo (nessa ótica alguns já se acostumaram a mandar na igreja de Cristo). Igrejas sustentadas por histórias e tradições (familiares ou não) tendem a virar lendas, algo entre o real e o imaginário, coisas que assustam ou inspiram. Não há poder na tradição!© Não há divindade na tradição!©

Essa é a afirmativa de Paulo aos Colossenses (2. 9). Só em Cristo habita o poder para governar sua igreja; e isso me deixa seguro. Todos os dias sou tentado a tomar um lugar que não me pertence, acredito que essa é uma tentação natural para quem exerce autoridade. Penso em quantos cederam já se achando donos da Igreja. Alias, Ele fala sobre isso em suas parábolas (Luc. 20. 9- 18. Pessoas querendo tomar Seu lugar). Se Jesus viesse salvar a associação Brasileira de café somente, a Pilão não entraria no Reino dos Céus, por não se conformar as regras que regem sua classe. Cristo não se deixa intimidar por tradicionalistas e tradições. Existe uma igreja que não pode ser destruída, e é a igreja que anda na vontade de Sua cabeça. Para essa igreja é real a promessa de Cristo:

"Quem se lançar contra ela, será despedaçado, e se ela partir para cima de alguém, esse alguém virará pó". (Mat  21. 44)©. 

                 O fim de uma tradição é virar nome de rua, avenida ou praça. Nada mais! 

Postagens mais visitadas