[3. 12, 13] FAZENDO O QUE O MESTRE MANDA!


03/03/2003.

COLOSSENSES. FAZENDO O QUE O MESTRE MANDA!

 

"Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou".

(Cl 3. 12, 13 - NVI). 

- Boca de forno...

- Forno!

- Tudo o que o Mestre mandar...

- Faremos todos!!

- E se não fizermos...

- Levaremos bolo!

 

            Talvez você não conheça essa brincadeira, mas, nos meados dos anos oitenta ela era muito popular entre nós, que éramos crianças e pré-adolescentes. Pode ser que ela não te diga nada, como também não diria aos colossenses. Eles não tinham essa cultura... nem tão pouco essa intenção; de fazer tudo o que um mestre mandasse; ainda hoje, hoje, dentro de nossas comunidades, muitos desconhecessem essa brincadeira e essa verdade. 

- É necessário fazermos tudo o que o mestre mandar, ou melhor, fazer tudo como Ele fez ( I Co 11.1). 

            E é isso, que Paulo ordena aos Colossenses! Os Colossenses não poderiam fazer as coisas de qualquer maneira, eles deveriam seguir o padrão estabelecido por Cristo (Jz 21. 25). Por falar nisso (falo como fora de mim), Cristo nunca deixou Sua igreja na mão dos homens, caso contrário ela, a igreja, não existiria mais, pois os homens pecam, se desviam e morrem. Por isso Ele se deu como padrão máximo a ser seguido e imitado. Cristo não abre mão de sua liderança, Ele é o Cabeça da igreja, que por sinal não é anormal. Muitas igrejas tomam grandes decisões doutrinárias, mas elas não se sustentam, pois são feitas fora do modelo Bíblico, baseadas muitas vezes em leis de mercado e marketing. Milhares de pessoas estão perdoando outras nesse exato momento dessa leitura, mas não como Cristo perdoou, o que resultará num problema ainda pior, a hipocrisia. A falta de perdão trás psicose e psiconeurose, para o indivíduo e para a igreja (Tt.1:15).

A falta de perdão é uma doença que possui cura: perdoar como Cristo perdoou, sem mais e sem menos, uma dose única e perfeita! Esse remédio deve ser bem administrado. Problemas até certo ponto são normais em uma igreja, mas quando eles não acabam, temos aí um grande indicador de que as coisas não estão sendo feitas como Cristo faria. A vida de Deus em uma igreja cessa qualquer questão, qual seja sua natureza. Por isso devemos ser cheios da "doutrina de Deus", para podermos imitar a Cristo em suas ações. Deus deseja que seu povo, seja verdadeiramente, um reino de sacerdotes, com acesso livre a sua presença.  Uma vida santa é uma porta para Cristo, não algo a ser venerado, como hoje se é. Se adora "irmãs de oração", se adora ministérios de louvor, se adora pastores, e pasmém! Se adora copo com água e "óleo ungido". Uma espécie de atalho para o céu se criou, quando o assunto é seguir a Cristo e sua conduta. Para alguns, seguir homens santos é melhor, pois afinal, acima de tudo, são homens. Decepciono-me com muitas pessoas na igreja, mas acredite, não irei parar por isso, pelo contrário, seguirei os perdoando como Cristo me ensinou, dessa maneira serei perdoado, ainda que somente por Cristo. Se não perdoar como Cristo perdoou, logo saberei. Melhor, logo saberemos, sem a menor sombra de dúvida (I Tm 5. 24/ I Jo 2. 6). 


Ney Gomes.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

Postagens mais visitadas