[4. 17] COLOSSENSES. [ATIVAR!] - MONSTRINHOS CRÉK-CRÉK!


Sucesso da década de 80 entre as crianças!
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       29/09/2010.
COLOSSENSES. ATIVAR!

"Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido". (Lucas 19. 10 – NVI).

"Digam a Arquipo: "Cuide em cumprir o ministério que você recebeu no Senhor". (Cl 4. 17 – NVI).


O papel mais importante da autoridade junto à igreja é a ativação. Acordar todo o bem de que há em nós, para com Deus [Fm 6]. Jesus veio fazer isso, achar o que se estava perdido [Lucas 19. 10]. Não destruído, mas adormecido, esquecido no coração. Era um trabalho penoso, como bem profetizou Isaías [53. 11]. Pois era preciso ir de cidade em cidade, identificar, reconhecer, treinar e ativar [Mc 1. 38]. E nem sempre esse processo era tão rápido e contínuo com se queria [Lc 22. 32].

Epafras estava disposto a fazer de tudo para cumprir seu papel de guardar a sã doutrina. Todavia, sentia cada vez mais, que lhe era difícil fazer isso sozinho e com o pouco que sabia. Então teve a ideia de procurar Paulo, e receber dele o necessário para levar adiante a nobre missão que recebeu. Logo que começou a relatar suas dificuldades, Paulo lhe informou que uma parte dos problemas era possível resolver com um discipulado mais intenso. Mas, isso teria um preço caro. Ele precisaria permanecer com Paulo um tempo maior do que tinha planejado. A sequência do diagnóstico era mais animador. Paulo informou a Epafras, que diante de tudo o que foi relatado, havia chegado à hora de uma nova ativação. Epafras deixou um excelente trabalho humano em Colossos, e era possível perceber que o identificar, reconhecer e treinar em muito estava adiantado. 

Felizmente ele não diferia muito de Paulo, e seu ministério era cercado de outros nomes não menos importantes. E depois de algumas conversas, surgi naturalmente o nome de Arquipo. Pelo apelo que Paulo faz ao seu pai nos fica evidente a consciência que a família tinha adquirido. Se de Filemon era possível exigir o que nos é descrito, Arquipo estava por demais pronto para ser ativado. E já que Epafras não poderia voltar, essa se tornará numa hora excelente.

Para a pobreza da igreja dos meus dias, muitos têm ativado a si próprios. Fazendo o que acham necessário para levar adiante seus planos de egoísmo e dominação. Pior, ativam outros, sem a devida autoridade apostólica, criando dessa forma, suas redes de corrupção e colégios eleitorais. Fazem disso uma moeda de troca, dando status em troca de obediência cega e silêncio pernicioso. Com o tempo, essa atitude transforma gente de boa fé em verdadeiros monstrinhos diabólicos. Pois se impossível negar que a autoridade modela. Isso é, mais cedo ou mais tarde, o servo (aquele que obedece) se torna como seu senhor (aquele que ordena). Sobre esses monstrinhos posso falar com propriedade, pois já fui vitimado por alguns dos mais peçonhentos que já passaram por essa metamorfose [Sl 115. 8]. No entanto, ainda que não tão bem, prefiro falar sobre COLOSSENSES. 

Só alguém que tem coragem para se "desativar" pode ativar outros [II Tm 4. 7].



Ney Gomes.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

Postagens mais visitadas