C. de Eliseu - Berço de Milagres.

DESEJO: O BERÇO DE MILAGRES.

“Depois de atravessar, Elias disse a Eliseu: "O que posso fazer em seu favor antes que eu seja levado para longe de você?" Respondeu Eliseu: "Faze de mim o principal herdeiro de teu espírito profético". Disse Elias: "Seu pedido é difícil; mas, se você me vir quando eu for separado de você, terá o que pediu; do contrário, não será atendido”.
(2 Reis 2. 9, 10 - NVI).

            Quando o coração dos israelitas enfim, descansava, o de Eliseu começava o seu agito, provocando leve incômodo. Em se deitar, fazia-se sempre a mesma pergunta: “Pode alguém viver uma vida mais plena no Espírito de que Elias?”

                Pensar isso era algo inédito, mas se fosse possível, alguém deveria tentar. Umas das coisas principais para se viver milagres, e desejar vivenciá-los. Eliseu não desejou somente vê-los, mas desejou tê-los dentro de si, e para isso, ousou sonhar e acreditar que aquilo talvez fosse possível. Quando o momento certo chegou, perguntou para Elias da possibilidade, e ele também não soube responder e entregou a questão nas mãos de Deus, que definiu a situação como possível para aqueles que realmente desejam receber Seu poder (Jo 11. 40). Não gosto de teologizar o Espírito, Ele é uma pessoa, não uma teoria, hipótese, influência, força cósmica e nem tão pouco alguém distante demais de nós e de nosso tempo. Paulo afirma em sua carta a igreja de Éfeso (5. 18) que viver milagres é uma simples questão de escolha: “Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito”.
Eliseu desejou o Espírito que operava em Elias, e Ele atendeu ao desejo de Eliseu, que não estava preocupado com os limites éticos de seu tempo, mas sim em agradar a Deus com todo o seu ser. E Ter abandonado a velha profissão demonstra isso muito bem: “E Eliseu voltou, apanhou a sua parelha de bois e os matou. Queimou o equipamento de arar para cozinhar a carne e a deu ao povo, e eles comeram. Depois partiu com Elias, tornando-se o seu auxiliar” (1 Rs 19. 21/Fil 3. 13).
                Os judeus em sua maioria se preocupavam demais com os limites éticos. Por isso, ao açoitar um homem, sempre davam uma quarentena menos uma (39), para não correrem o risco de ultrapassar esse limite (2 Cor 11. 24). Pessoas que se preocupam com limites de bebida e outros prazeres estão pensando em não abandoná-los, mas vivê-los com moderação (não dá para pecar com moderação). Eliseu não tinha outro desejo, senão, o de buscar com todo o seu ser à vontade de Deus. Milagre acima de tudo é um DOM da igreja, isto é, do corpo e se o desejarmos ardentemente, viveremos. João disse: “Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”. (I Jo 2. 15).

                O Espírito é a prova Viva entre nós do Amor de Deus, e a certeza de que se é possível viver milagres, se o desejarmos como Eliseu o desejou, então faremos coisas maiores do que ele (Jo 14. 12/Rm 5. 5). Venha comigo ao mundo de Eliseu, pois lá certamente Deus faz as coisas acontecerem. E o maior milagre de todos é esse: O homem deixar Deus fazer alguma coisa em sua vida e com sua vida; E Eliseu o deixou!

Ney Gomes.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

Postagens mais visitadas