C. de Eliseu - Fator Jonas4. Incomparável Amor.


Comentário Extra 2011 (Ensaio 2).
FATOR JONAS4. INCOMPARÁVEL AMOR.

“O rei estava conversando com Geazi, servo do homem de Deus, e disse: “Conte-me todos os prodígios que Eliseu tem feito”.  Enquanto Geazi contava ao rei como Eliseu havia ressuscitado o menino, a própria mãe chegou para apresentar sua petição ao rei a fim de readquirir sua casa e sua propriedade”.
(II Reis 8. 4, 5 – NVI).

   A última aparição de Geazi na Bíblia me deixa em confusão sobre o que dizer sobre ele. Certamente ele será para sempre um enigma delicioso há ser desvendado. Penso que seria melhor falar sobre Deus, de quem temos melhor conteúdo para formar mais exata opinião. Gostei de pensar, que talvez Geazi tenha se arrependido das maldades que fez. Gostei de pensar que fosse possível, depois da lepra, ter tido ele uma viagem profunda ao centro de suas ações. Gosto de pensar que Deus não é um ferreiro, e que o céu, não é um lugar de ferro, fogo e fagulhas; toma lá, da cá. Gostei de pensar, que talvez, Eliseu tivesse deixado Geazi no meio do caminho, para que ele pudesse encontrar seu próprio destino. Já que sabemos que ele estava perdido.
Talvez, sozinho em sua lepra, lembrou ele do Jordão e de Naamã. E com coração contrito, se banhado nas águas que outrora produzira o milagre da purificação. Talvez, tenha ele mesmo, mais uma vez, visto o seu corpo ser limpo, e sua pele, pura como a de uma criança (5. 14). Geazi tinha todas as razões para crer nisso e buscar uma cura verdadeira em Deus. Ele mesmo fora testemunha de quão grandes coisas Deus pode fazer. Preciso acreditar que ninguém é tão tolo à ponto de nada aprender com um homem como Eliseu. Preciso crer que ele “caiu na real” e que deu rumo certo para sua vida, antes tão vazia de valores. Gosto de pensar que ele, restaurado, saiu de vila em vila, anunciando as grandezas de Deus. Ensaiando aquilo que seria o mais importante modelo evangelístico implantado (Mc 1. 38). Gosto de pensar que a seriedade (vida limpa) de sua mensagem lhe levou a presença do rei, que se mostrou muito interessado em ouvir dele, as alegrias que se contavam pelas ruas.
   Todas essas imaginações são possíveis por cauda da incomparável misericórdia de Deus. O SENHOR não é como os homens, Seu amor, dura para sempre, e Suas misericórdias não têm fim. O profeta Jonas estava certo sobre Seu caráter; quando disse que Ele é muito paciente e cheio de amor; que promete castigo, mas, se compadece de nosso sofrimento (4. 2). Suas misericórdias são suficientes para uma vida mudar do dia pra noite; da água para o vinho. Deus levanta o caído, perdoa o pecador. Dá sempre uma segunda chance ao que se arrepende e não tem prazer em punir, machucar, ferir, excluir, deixar de lado. Se Deus pode nos fazer sonhar em meio às incertezas e obscuridades. Pense no que Ele pode fazer na certeza e na objetividade de um coração entregue.
Esse é o fator Jonas, disponível a todos os homens.

Postagens mais visitadas