Devocional - Evolução Cristã.



A VIDA NA EVOLUÇÃO CRISTÃ.

“Na Igreja em Antioquia havia profetas e mestres: Barnabé, Simeão, conhecido por seu segundo nome, Niger, Lúcio de Cirene, Manaém que era irmão de criação de Herodes, o governador, e Saulo. Enquanto serviam, adoravam e jejuavam ao Senhor, o Espírito Santo lhes ordenou: “Separai-me, agora, Barnabé e Saulo para a missão a qual os tenho chamado”. Diante disso, depois que jejuaram e oraram, lhes impuseram as mãos e os enviaram”.
(Atos 13. 1- 3 – KJA).

Se existe uma cadeia evolutiva na igreja, ela está descrita em Atos 13, bem nos primeiros versículos. Ao menos posso afirmar que é aqui que termina o fim da estrada que conduz a plenitude (Ef 1. 22, 23). A igreja em Antioquia se permitiu crescer; amadurecer; desenvolver. O fruto disso é visto no fato de que o ministério de Cristo, e não só a vida, passou a se reproduzir ali (Ef 4. 11). E isso, simboliza “o homem perfeito” que Cristo é. A verdade é: Eu preciso amadurecer; desenvolver a minha salvação. É bem provável que para a maioria das pessoas, isso não as leve a lugar algum. Mas é verdade inquestionável que sem isso, ninguém vai à parte alguma.
A minha maturidade vai fazer com que Deus libere outras pessoas para a obra que “ainda precisa ser feita”. O ide, de qualquer forma, depende da maturidade, da plenitude (Lc 24. 49). Talvez eu nunca possa ir, mas, minha maturidade vai promover o IDE de outros (11. 22). A promoção do Evangelho não se faz só com os pés dos que vão. Ela se faz com os joelhos dos que ficam e com as mãos dos que ofertam. Mas esses joelhos e essas mãos precisam amadurecer na medida de Cristo (Ef 4. 14, 15).
O que lemos em Atos 13 expressa bem o porquê de eles – esse grupo – terem sido chamados “Cristãos” (11. 26). Você já parou pra pensar nas coisas que Deus “não faz acontecer” por causa da sua insistência em não “evoluir na fé”? Reproduzir a Vida Ministerial de Cristo e não só a Sua Natureza é a evidência final do processo de maturidade Cristã. Se uma igreja não produz sua própria teologia (manifestação da vocação), seus líderes não podem jamais se ausentar. Quanta gente morta lá fora (no mundo) por que você se recusa em amadurecer na fé e em seu compromisso com Deus (Hb 10. 35- 38).

Tal cadeia evolutiva só havia sido vista antes disso em Jerusalém. E eu preciso perguntar: Será que mais uma vez ela será vista? Na sua vida? Na sua igreja? (Ef 4. 17- 25).

"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

“Memórias de um Pardal, em 2014”.
http://www.portalebd.org.br/atualidades/reflexoes/item/2528-a-vida-na-evolu%C3%A7%C3%A3o-crist%C3%A3


Postagens mais visitadas