Mosaico Davi - Davi Despido de Simplismo.

 
Simplismo. Tudo em 2 cores!



DAVI DESPIDO DO SIMPLISMO. 

Abandonando o simplismo, podemos dizer de Davi, que ele não fez de si mesmo um rei [isso é eleição]. Todavia, ele não era um idiota [isso é ser ensinável]. Davi não nasceu vitorioso, ele construiu uma carreira de vitória. Fez isso, pelas coisas que passou e sofreu (Hb 5. 8), enquanto perseguido por Saul. 

Davi perguntou a eles. "Quem é, afinal de contas, este filisteu pagão, que tem a ousadia de desafiar os exércitos do Deus vivo?" (I Sm 17. 26 – BV)

A favor de Davi pesa o fato de ele ser um pastor de ovelhas. Quem luta e vive sem causa é mercenário (Fl 1. 21/I Tm 4. 10). Aprendemos com Davi, que antes de encontrar nossos inimigos, devemos encontrar as nossas motivações (v. 26b). Seu amor ao SENHOR era a “lenha de sua fogueira”; sua plataforma de lançamento. As motivações/razões nos impedem de ficarmos perdidos no meio do caminho. E é justamente no “meio do caminho”, que elas se fazem mais necessárias! (Hc 3. 2)

“Apanhou depois cinco pedras lisas de um riacho, colocou-as na sua sacola de pastor e, armado somente com seu cajado de pastor e a funda, começou a aproximar-se de Golias”. (I Sm 17. 40 – BV)

Davi também nos ensina que é importante ter mais coragem do que medo, mais fé do que incredulidade e mais soluções do que problemas. Pense em pelo menos cinco soluções antes de encarar o seu “grande” problema. Pior do que Golias é a falta de planejamento e a indisciplina (Ec 10. 10/Pv 22. 29/Rm 12. 11). Precisamos planejar o nosso serviço a Deus, e em nosso caso, a cruz é o maior planejamento (Lc 14. 27). Em muitas vezes, a falta de músculos/força é compensada pela inteligência e o planejamento. Acreditar em uma pedra para resolver o problema é fé. Mas levar mais quatro consigo é prudência/planejamento! Dizer que Golias tinha quatro irmãos é menosprezar a inteligência de Davi e distorcer o texto [o desafio durara 40 dias e somente Golias estava ali!]. Nesse caso, Davi seria uma fraude, bem montada pela teologia do triunfalismo. O triunfalismo é uma teologia nova com cheiro de coisa velha.

Devemos abandonar o romantismo com o qual o triunfalismo encharcou a Bíblia. Ver Davi não como um santo pronto, mas como um homem que aproveitou a oportunidade que Deus lhe deu (Mt 7, 24- 27; 10. 16). Um homem que planejou crescer nas adversidades e amadurecer sob as circunstâncias (Pv 24. 10). Ele tinha um coração ensinável e com o tempo, aprendeu a treinar suas emoções e disciplinar suas atitudes (Pv 31. 25). 

“Estou para seguir o caminho de toda a terra. Por isso, seja forte e seja homem”. (I Rs 2. 2 – NVI)

E como pai, tentou transmitir esse legado a Salomão antes de morrer: De que nascer “macho” não faz de ninguém um “homem”. 

Ser homem é o fruto de um planejamento! (Pv 22. 6)

Ney Gomes – Italva, 05/11/14.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

Postagens mais visitadas