Poesia - Admirável Amor!

Botas de Judas


ADMIRÁVEL AMOR.

Ronivaldo chorava de soluçar!
Como quem chora por coisa
Que na vida jamais voltará a ter
Chorava como quem não queria ser consolado

Então seu amigo Joesmildo chegou
E com muitos argumentos de consolo lhe falou
Mas ele inconsolável lhe indagou com força:
– Eu já fui até o fim do mundo por ela!
   Até onde você chegou por um amor?
  Quão longe você já foi! Heim?
   Para se esquecer, se doar, se entregar?

Joesmildo então se calou
Ficou uns minutos assim e depois disse:
– Uma vez eu fui até Nova Iguaçu!

Ronivaldo engoliu o choro!
Sentiu dentro de si as lágrimas secarem
Ele pôde ver a sinceridade de seu amigo
E como quem sabe reconhecer o mérito alheio disse:
– Eh! Isso é bem perto de onde eu fui!


Ney Gomes. 21/03/2013
"Teólogos escrevem sobre Deus. Mas quanto aos poetas, só Deus sabe!"



 


Postagens mais visitadas