LETRAS GRANDES - ALHOS & BUGALHOS




A LITERATURA DO INFERNO.

A primeira agonia do inferno é uma mesa fria, numa pequena ante sala, rústica e mal iluminada. Ela começa por uma das portas que dá acesso aquele lugar. Por ali, entra somente pessoas com a sua religião mal resolvida. Sobre a mesa há um pequeno dicionário, páginas bem amassadas por terem sido tão esmurradas e dois verbetes grifados. A capa parece não suportar mais um manuseio, mas ele está ali há séculos. Assustador, sobre aquela mesa sem beleza.

Após as palavras grifadas, na contracapa do fim, por mãos sujas de carvão está escrito em garranchos: “Essa é a diferença!”.  Os verbetes são: SER e ESTAR.

Ser igreja não é o mesmo que estar na igreja”.

Ney Gomes. Outono.
“Teólogos escrevem sobre Deus. Mas quanto aos poetas, só Deus sabe!”

Postagens mais visitadas