Poesia - Encarnações Verbais 2.



ENCARNAÇÕES VERBAIS 2.

Na mais antiga estrada da vida, onde todos os sonhos caminham para se realizar, duas amigas que há muito não se viam, finalmente se encontram.
A mais nova se chama ‘Boraláh’. Atraente e atraída por tudo, sente que seu coração é maior que o mundo!

Vindo pela direção contrária, ‘Jaandei’. Um pouco mais centrada, vem trazendo em sua mão uma flor; assim como é dona absoluta de sua felicidade.

Boraláh’, cheia de êxtase, quer detalhes do caminho. Sua euforia se transforma em perfume no ar. Ela pergunta para ‘Jaandei’ o que pode encontrar de interessante mais adiante.
Jaandei’ com um sorriso confiante, pega em suas mãos, lhe entrega três sementes de margarida e diz: “Sem novidades amiga! Sem novidades!”

A gente faz da vida aquilo que nela planta!

Ney Gomes. Agosto, 2016.

“Teólogos escrevem sobre Deus. Mas quanto aos poetas, só Deus sabe

Postagens mais visitadas