Salmo 91. 15 - Devocional Exaustivo.


10 ANOS DE BLOG - 2017.
Devocional Exaustivo – Salmo 91



 “Sempre que chamar pelo meu Nome hei de responder-lhe; estarei sempre com ele; nos momentos mais difíceis, quando enfrentar tribulações, Eu o resgatarei e farei que seja devidamente honrado”.
(Salmo 91. 2 - KJA)

Comentário OURO [Especial – Espaços Sagrados].
Todos os nossos conflitos precisam gerar a conquista de um espaço onde o nosso relacionamento com Deus voltará a acontecer sem interferências [jardim fechado]. Vitórias sem significado são como celeiros sem cereal. Essa ilustração está viva na parábola do filho pródigo e no ‘lugar santo’. Precisamos lutar para não perder os pedaços do Éden que ficaram dentro de nós.
Todos os conflitos espirituais dos quais saímos vitoriosos recebem o prêmio, que em sua composição tem como ingrediente o acesso a lugares sagrados.
Éden, em Hebraico significa ‘desfrutar; ter prazer em’. Se sua caminhada espiritual não produz prazer e alegria, mesmo em meio as lutas, você não está caminhando espiritualmente! A percepção do sagrado é muito forte nos homens espirituais, e nos judeus ela aparece na figura do tabernáculo/templo. Falamos disso de maneira apropriada no comentário anterior (v. 14).



ABORDAGEM 2/Vem-ni-mim...
Como em muitos outros lugares da Bíblia, Deus afirma que deseja ser encontrado (Jr 29. 12- 14/Sl 145. 18/Is 55. 6). Isso significa que a Bíblia é um livro não para ensinar mistérios, mas para nutrir e corrigir relacionamentos espirituais. 

ABORDAGEM 3/Poderoso Chefão.
Um Deus que nos é presente nas horas difíceis. Essa é a mensagem do v. 15, em oposição ao v. 12. Quando tudo vai bem, os anjos dão conta de cuidar. Mas quando as coisas pioram Ele vem para dar assistência pessoalmente (Sl 18. 6- 19). As tempestades, tormentas e obscuridades são o palco perfeito para o Seu aparecimento (Na 1. 7).
Assim como Deus sabe quando nos responder, o saber quando é preciso invocar é de igual importância. Para não ‘tomarmos’ o tempo e o nome do SENHOR em vão!


Comentário PRATA.
Um sentimento errado num lugar errado pode ser um inimigo inesperado. O salmista ao entrar na atmosfera de Deus é perturbado pelos problemas causados pelas coisas que não tirou de dentro de si mesmo. Podemos nos sentir angustiados mesmo estando nos melhores lugares. Basta, que para isso, não deixemos os melhores lugares entrarem em nós. Moisés lembra que ao serem tirados do Egito, muitos não conseguiram sair de lá inteiros, como entendimento, alma e coração. Mesmo estando sob a sombra de uma promessa de ‘leite e mel’, muitos ainda sentiam saudades dos ‘pepinos, alhos e peixes’ dos tempos da escravidão! (Nm 11. 5). Angústias significam conflitos entre valores novos e antigos. O novo quer seguir em frente e o velho tem saudades do passado. Precisamos durante a caminhada, aprender a trabalhar as situações que não se mostram ideais. Deixar o passado para trás e carregar adiante aquilo que ficou de lição!

Pastor do CEI Itaboraí.

Comentário BRONZE.
O resgate e a honra são uma evidente imagem da saída do povo do Egito.
À exemplo dos ‘salmos’ 8, 16, 20, 23 e 55 (sobre o qual comentei no v. 9), o 91 também pode ser considerado um salmo de relacionamento.

Pv 3. 32 resume as verdades encontradas nos vs. 8 e 15 do Salmo 91.

Misticismo é o ser humano ignorar que sem as nossas ações as felicidades não encontram estabilidade (Gn 1. 28). Isso é triplamente descrito nesse Salmo, nos vs. 4, 13, e 15.

Deus planeja e incluí o Seu servo, agora mais experiente e confiante (vs. 14, 15). Algumas provações nos fortalecem o ânimo para dias difíceis.


Comentário FERRO.
Como Paulo, às vezes, somos aperfeiçoados pelo movimento das angústias. (Sl 119. 71/Jr 48. 11). Jesus foi aperfeiçoado pelo que sofreu (Hb 2. 18; 12. 3). A angústia é o último conflito enfrentado pelo fiel e descrito nesse salmo. 1º. Ele enfrenta conflitos coletivos (v. 7), 2º. Ele enfrente conflitos singulares (v. 13) e 3º. Ele enfrenta conflitos íntimos (v. 15). Ela é listada por último, pois deve ser encarada com a experiência adquirida pelos 2 primeiros enfrentamentos. Vez ou outra, pedaços dos nossos conflitos ficam dentro de nós (estilhaços). Chamamos esses pedaços de temores, dores e fobias adquiridas.



Comentário BARRO.
A ‘recompensa’ é a conexão. Fomos criados para nos conectar a pessoas e ‘lugares’ (At 1. 8). O povo caminhava para um lugar ao qual pertenceriam eles e seus descendentes. Estamos nessa altura entrando na necessidade de suprir a carência de realização pessoal, e humanamente falando, isso só é suprido por meio da terra (lugar) e da identidade que ela pode fornecer (Gn 2. 8/Mc 5. 18, 19). Todos os crentes em Cristo caminham para a Nova Jerusalém; o lugar da plenitude de nossa nova identidade e a confirmação da mesma. E aqueles que se sentem realizados são aqueles que sabem que fazem parte de alguma coisa e lugar! (At 12. 5- 7/Ef 2. 19).


Ney Gomes. 08/10/2016 - Twitter@neygms
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10





Postagens mais visitadas