I João, Cristandade Simples (01).


VÁ PARA A LUZ ELIZABETH!

“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que Contemplamos e as nossas mãos apalparam a respeito da Palavra da Vida”. (I Jo 1. 1 – KJA).

         Era comum nos tempos de João esse estilo literário de contrapor as ideias. No entanto, isso carrega de tristeza as primeiras palavras que ele escreve em seu Evangelho. O Messias tão esperado, apontado por um verdadeiro profeta e não crido pelos seus. Daí, João abriria espaço para as palavras de alegria que iria anunciar aqui, e com muito mais propriedade em sua primeira carta: Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, ou seja, aos que creem no seu Nome”.
            Já nas primeiras palavras de sua CARTA, ele nos informa que a sua definição de comunhão é baseado nos sentidos. O que os Judeus não fizeram é justamente a nossa base de comunhão (v. 1). Ela passa pelo Deus encarnado, isso é, comunhão é todo o bem que podemos transformar em coisas tangíveis: “A Vida se manifestou, nós a vimos e dela testemunhamos, e vos anunciamos a Vida eterna que estava com o Pai e a nós foi revelada”. Sua definição é baseada nas suas memórias, que por causa de Jesus são memórias bem vivas, bem presentes. A plenitude da vida não está mais em mistérios que poucos podem conhecer, naquilo que está oculto. Os Judeus não o conheceram nesse sentido descrito em João, e por isso não tiveram comunhão com Ele. Eles rejeitaram a Vida e desperdiçaram a Luz. Era para eles terem entrado na LUZ, pois ali estava a vida que Deus lhes prometeu [Jo 1. 8]. Essa Luz é a mesma descrita em sua primeira carta.

            No vocábulo de João, Luz significa viver uma vida com coisas das quais não temos de nos envergonhar (Jo 18. 28). E a Religião Judaica desse tempo estava cheia de trevas (Mt 23. 27, 28). Se não podemos demonstrar a importância do que fazemos, a nossa Cristandade não é válida. Muitos líderes de meu tempo definem igreja como um grupo de sábios liderando um bando de tolos. Mas João define Cristandade como um lugar de encontrar a Luz que vai nos ajudar a andar sem todos esses recursos que se podem pagar com cheques ou cartões de créditos.


Ney – Verão. 09 de Fevereiro de 2011.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo". 1 Timóteo 4.10

Postagens mais visitadas