Pentecostes - Matizes de Ressurreição.


MATIZES DE RESSURREIÇÃO.

“Todavia, Ananias replicou: “Senhor, tenho ouvido vários testemunhos sobre este homem, quantos males tem causado aos teus santos em Jerusalém”. (Atos 9. 13 – KJA).
           

            Os homens não são apaixonantes, e Jesus sentiu o gosto dessa verdade em sua carne. Por isso era de grande importância não só ressuscitar, mas, ser visto depois disso. A ressurreição imprime em nosso espírito o desejo e propósito de Deus. E é nela que aceitamos as pessoas mais difíceis e complicadas. Quando vemos Jesus ressurreto, sabemos que ideal perseguir; e sem isso, a luta pelas almas é um grande fardo.

            As coisas que se diziam de Saulo, o tornavam numa pessoa muito difícil (I Tm 1. 13). Seus feitos, seu aparente heroísmo judaico não lançavam luz sobre sua alma. Pelo contrário, um terror emanava de dentro dele, de modo que, sua fama o precedia em todos os lugares. Foi por causa da ressurreição que Ananias aceitou as razões de Deus (v. 15). Seu coração já tinha sido vencido pela nova imagem do Pai para os homens. Nesses dias, provavelmente Saulo não teria chances de se tornar Paulo. Não tinha dinheiro, era violento e intelectual demais. Sendo o último o maior pecado de todos.



            É só através da ressurreição que conseguimos aceitar que para Deus não existe personalidade impossível. E apesar de recalcitrar, Ananias foi; pois já era em seu íntimo, cativo dessa condição. A ressurreição restaura nosso entendimento sobre o que Deus quer fazer na vida dos homens. Ao vê-lO, abandonamos a visão natural, deixando de olhar as coisas pelo exterior. Disso, contemplamos a imagem de Deus. Em ver Jesus, temos uma ideia exata do que o homem pode ser. Nele reside toda a justiça, misericórdia e graça que Deus para nós reservou.  Por conta disso, não ver Jesus é estar conectado ao que Adão fez. E ver Jesus, é estar certo do que Deus vai fazer. Sem ressurreição não conseguimos aceitar a transformação de caráter (v. 17).

Foi necessário que por um espaço de quarenta dias Jesus aparecesse aos discípulos. Para que eles estivessem bem certos que a sua missão tinha relação com um novo propósito, uma nova imagem. E essa é a fórmula Apostólica da verdade Cristã que deve haver em nós: todo aquele que O viu e creu, não desiste do que Ele está fazendo.


Ney Gomes (23/01/10). Pentecostes, 2017 - Twitter@neygms
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10


Postagens mais visitadas