Igreja - Uma Geração Judas Assim.


                           UMA GERAÇÃO JUDAS ASSIM.
"O traidor havia combinado um sinal com eles: "Aquele a quem eu saudar com um beijo, é ele: prendam-no e levem-no em segurança". ( Mc 14: 44 – NVI).

Nunca antes se viu uma geração como essa; geração Judas; assim tão carinhosa. Que traí com afeto, que abandona com ternura; que destrói alianças com tamanha meiguice. Nunca antes uma geração enganou tão bem e esteve tão bem enganada. Uma geração "Judas", andando pelo jardim, com lindos e delgados sentimentos aleivosos.
Nunca esqueça a lição de Judas: Se tiver que trair; que seja com amor! Se tiver que deixar; que seja com afeição! Se tiver de rejeitar; que seja apaixonadamente. Essa geração aceita bem essa ideia de ser assim, como Judas. Mas, não aceita ser assim, tão diabo! Sem coração, sem alma, sem nada pessoal. Traindo sem razão e por prazer. Não aceita ser assim, sem um objetivo nobre, de trair sem querer chegar a lugar algum, sem uma nobre razão. Desejando em tudo, um processo seguro! (Mc 14. 44)
Judas conseguiu embutir deliciosas razões em sua traição e é isso, que o afasta tanto do diabo e o trás para tão perto de nós. Tenho visto isso em meus 14 anos de caminhada, quase 15. Não só beijamos a quem vamos trair; como elogiamos a quem vamos esquecer. Damos um abraço carinhoso em quem afirmamos para nada prestar e sorrimos para aqueles que vamos diminuir com comentários.
Somos uma geração assim, "bem Judas", cheias de sentimentos que nos fazem humanos normais. Abominando "abertamente" a escuridão do diabo, que nada faz com certo mimo. Desprezamos essa frieza que existe na traição por pura traição; isso é diabólico demais. Que as pessoas saibam que estamos cheios de coisas boas quando lhe traímos, e delas, com toda sorte de palavras, falamos mal. Que as pessoas saibam que não somos assim tão maus; que somos capazes de beijar calorosamente a quem precisamos ou temos a necessidade de trair. Que quando no recôndito de nosso quarto, sobre a cama, dormimos com tranquilidade. Por que não somos como Satanás, cheios de escuridão. Somos apenas traidores cheios de amor, a geração Judas. Uma geração que jamais machucaria alguém de quem não gostasse.
Dedico isso, aos "amigos" que durante a caminhada, me esqueceram, me abandonaram, me diminuíram, me desprezaram. Eu bem sei que eles tinham nobres objetivos, os quais, diabo algum jamais vai entender, por ser diabo demais!

Ney Gomes (em rascunho). 13/05/2012.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10



Postagens mais visitadas