Igreja - Papagaios de Pirata (Ilustrações).


PAPAGAIOS DE PIRATA.
“Ficaste enredado pelas declarações que saíram da tua boca, então és prisioneiro de tua própria palavra”. (Pv 6. 3 – KJA).

Reza certo conto, que num mar não muito distante daqui, em eras bem antigas, um navio e seus marinheiros experientes foram surpreendidos por uma violenta tempestade tropical. Ela que parecia ser o que sobrava da briga entre deuses, batia tão forte no casco, que sua violência se transformava em minúsculas gotas, que o sol num horizonte distante fazia virar arco-íris. Os trinta e sete marujos sentiam tanto medo que era possível ouvir seus rangeres de dente. Então, o desespero geral se tornou no trampolim de trinta e cinco homens que se lançaram a sorte do mar.
Dois homens distintos permaneceram; eles pareciam saber algo a mais. De repente, um deles olhou para o céu e clamou: “Deus de meus pais! Manifesta-te a mim! Mostra teu poder!” Um anjo apareceu, com beleza sem igual, se aproximou dele; sem palavras segurou a sua mão e voou com ele dali até uma ilha distante alguns quilômetros.
O outro homem achou aquilo tão fascinante, que resolver repetir: “Deus de meus pais! Manifesta-te a mim! Mostra teu poder!” Então uma coluna de água de vapor explodiu rasgando o mar de baixo para cima. Um Mariú-Exã-Xambô apareceu! Com seis cabeças e oito braços. Em cada cabeça uma coroa de ouro, bronze e pedras preciosas. E em cada braço um bracelete com dez nomes desconhecidos. Com dois braços ele se enroscou ao marujo e com os outros seis ele abraçou a embarcação. Quando ele apertou os braços que estavam enrolados no navio o barulho foi tão forte que abafou o som das trovoadas. Depois ele sumiu no mar! Levando consigo a tempestade, o barco e o marujo.
Conclusão lógica da história: “As pessoas perecem por que lhes falta conhecimento... pra saber que não se pode repetir tudo o que se ouve”.
O lugar que define onde nos encontramos é igreja e não viveiro!

Ney Gomes.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

Postagens mais visitadas