Igreja (Especial) - Tito. Um Ministro para nossos dias.


TITO.
Um Ministro para nossos dias.

“Cretenses, sempre mentirosos, feras malignas, glutões preguiçosos” (Epimênides). Depois de ensinar essa verdade a Tito, Paulo lhe envia para Creta, para dessa vez estar sozinho (Tt 1. 12). Como uma ovelha no meio de lobos (Rm 8. 36). No entanto, não fazemos ideia da derrota que uma ovelha disciplinada pode impor a um bando (matilha) de lobos desorganizados (Mt 10. 16).

A Bíblia nos apresenta homens com uma grande capacidade de organização. Moisés organizou a nação de Israel; Samuel, a escola de profetas; Davi a adoração no templo; Neemias a reconstrução dos muros e Paulo, a teologia neotestamentária. Faltaria-me tempo para falar de outros, mas não posso deixar de citar Tito; um Ministro e um Homem para nosso tempo.

“Pois, quando chegamos à Macedônia, não tivemos nenhum descanso, mas fomos atribulados de toda forma: conflitos externos, temores internos. Deus, porém, que consola os abatidos, consolou-nos com a chegada de Tito”. Tito, um jovem delegado apostólico do grupo de Paulo, tem nas entranhas de seu ministério uma característica bem particular. Ele consegue com o exercício de seu ministério fazer as coisas voltar para seu lugar. E quando é isso que amamos, gente como Tito nos dá descanso (II Co 7. 6). Paulo expressa isso mesmo em algumas cartas: “Quando cheguei a Trôade para pregar o evangelho de Cristo e vi que o Senhor me havia aberto uma porta, ainda assim, não tive sossego em meu espírito, porque não encontrei ali meu irmão Tito”. Ambientes e pessoas desorganizadas cansam a alma, o espírito e o ânimo. Ter por perto alguém como Tito é um refrigério, um refúgio (II Co 2. 13).

Mas o Evangelho não é um negócio para formar líderes para nosso descanso (lucro passivo). Paulo sabia disso: “Para esta missão te deixei em Creta, para que pusesses em ordem o que ainda faltava e constituísses presbíteros, de acordo com as minhas orientações”. Onde não há organização, há espaços para todos os tipos de males, e em Creta, a mentira era a pior e mais nociva delas. Tito era a pessoa certa para resolver aquilo (Tt 1. 5).

Você não sabe o que é gente desorganizada até encontrar algumas. Uma liderança desorganizada certa vez quase levou minha esposa a um aborto espontâneo. Ás vezes, a gente confunde gente diabólica com gente desorganizada. Pois a diferença é mínima! Percebida apenas no campo do discernimento espiritual. Eu bem posso falar sobre isso; já fui vitimado por ambos!

Gente desorganizada acha que se cura uma mágoa, magoando outras pessoas. Gente desorganizada mente para outros, por que um dia mentiram para ela. Gente desorganizada luta bravamente por causas e razões erradas. Gente desorganizada não sabe doar amor mesmo quando o recebe abundantemente! Gente desorganizada precisa muito de aduladores, pois são esses que exaltam os seus poucos acertos. Gente desorganizada acha que dá no mesmo organizar “coisas e pessoas”. A desorganização em qualquer lugar é um ninho para o diabo. E gente desorganizada se torna rapidamente em gente oprimida e gente endemoninhada.

Tito não foi mandado a Creta para levantar paredes e telhados; para aumentar o número de acentos sanitários na igreja. Ele foi para Creta, pois era capaz de organizar valores interiores em si e nos outros. De ensinar, corrigir e ser exemplo dos fieis em tudo; no trato, no amor e na honestidade. Paulo se sentia descansado em saber que Tito estava ali naquela ilha. Um homem organizado em seus sentimentos e valores. É bem provável que Paulo tenha se lembrado de Barnabé (At 11. 25, 26). Sabendo que ele enxergava em Paulo o mesmo que agora via em Tito: “Então Barnabé foi a Tarso procurar Saulo e, quando o encontrou, levou-o para Antioquia. Assim, durante um ano inteiro Barnabé e Saulo se reuniram com a igreja e ensinaram a muitos. Em Antioquia, os discípulos foram pela primeira vez chamados cristãos”. Acompanhei a transformação de alguns santos desorganizados em diabos, e lamentavelmente estava perto demais, eu e minha família.

Por isso a igreja tem Apóstolos, Profetas, Mestres, Pastores e Doutores (Ef 4. 11). Por causa da organização! Não é qualquer verdade, em qualquer lugar que produz liberdade. Cada coisa precisa estar em seu devido lugar para produzir o efeito esperado. Em Creta, tinha de ser alguém capaz de não ser seduzido pela desorganização. Alguém que fosse capaz de não só elaborar listas de coisas para outros fazerem (agenda), mas, capaz de seguir uma lista de valores com o coração (Evangelho). De ter razões interiores para tratar os outros bem, para respeitar aqueles que estão sob sua liderança, de ouvir os mais velhos como a pais e amar os mais novos como a irmãos (I Tm 5. 1, 2). Que fosse capaz de encontrar dentro de si, o que se pede dos outros (I Tm 4. 11- 16). De emanar respeito e esperança capazes de serem sentidos por outros (II Tm 1. 4, 5).

Quando somos organizados, somos aptos a amar as pessoas com qualidade, por menor que seja esse amor. E a bem da verdade, coisas bem feitas não precisam ser em excesso. Ninguém toma um litro de xarope, ou engole setenta comprimidos de vez.

E em lugares como Creta, não é preciso cem pastores. Basta ser alguém como Tito; de mente e coração organizados! Uma colher de xarope, um comprimido!




Ney Gomes.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10https://blogger.googleusercontent.com/tracker/4346446260730736019-7305218098956588975?l=graosdeentendimento.blogspot.com





Postagens mais visitadas