Parábola de Elias - NA TERRA DOS COMEDORES DE PÃO.



NA TERRA DOS COMEDORES DE PÃO.
[A PARÁBOLA DE ELIAS].

“Aquele que dá a semente ao que semeia e o pão ao que come”. (II Co 9. 10).

Jeoaquim acordou suando muito; a Palavra do SENHOR viera ao seu coração durante um sonho: “Levanto você como semeador da Minha palavra”. Não demorou muito e Jeoaquim foi enviado ao “lugarejo dos comedores de pão”. Então, a Palavra do SENHOR lhe veio novamente ao coração: “Cuidado com os seus habitantes”.

Jesus falou muitas coisas por parábolas, dizendo: “O semeador saiu a semear.  Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, e as aves vieram e a comeram”. (Mt 13. 3, 4)


Quando chegou à cidade ficou encantado. Povo ordeiro, acolhedor, amigo, trabalhador. Gente simpática e amável à mensagem do Evangelho. Jeoaquim sentiu que ali muito iria ele prosperar. Sem demora começou a pregar e anunciar a Palavra de Deus pelas ruas da cidade; pregando a salvação, libertação, cura e batismo com o Espírito Santo. Pregava nas ruas, escolas, hospitais, em todo lugar; em tempo e fora de tempo, com chuva ou sol.

Alegremente ele foi “semeando” a sua mensagem mês após mês, dia após dia. O tempo então foi passando e Jeoaquim não via o resultado de sua semeadura; parecia-lhe que as sementes estavam estéreis. Ele orava e jejuava fervorosamente, se movia poderosamente na Palavra como Apolo, e mesmo assim; nada parecia acontecer! [At 18. 24]

“Enquanto isso, um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, chegou a Éfeso. Ele era homem culto e poderoso nas Escrituras”. (At 18. 24)

Muito, muito tempo passou e uma tristeza “sem frutos” abateu seu coração. Um dia, na calada da noite, ele arrumou suas malas e cheio de “amargura” voltou para casa. E ninguém da cidade dos “comedores de pão” ouviu falar dele novamente.

Depois de já estar muitos meses em casa, de volta ao seu antigo trabalho, Jeoaquim gastou um enorme tempo na tentativa de entender o que deu errado em sua missão. Talvez fossem seus pecados; talvez um erro em sua mensagem; talvez faltou recurso à altura! Mas quanto mais pensava, mais abatido ele ficava!

O SENHOR teve misericórdia dele e lembrou-se de seu sofrimento, e naquela mesma noite lhe apareceu: “Não te mandei Eu ter cuidado? Você amou o povo, mas não foi prudente com seu coração![Mt 10. 16] Você pregava dia após dia e o povo comia a sua mensagem, a sua semente. Eles comiam os seus milagres, comiam as suas visitas, comiam as suas orações. Te mandei ter cuidado, pois com o tempo você os transformariam em sementeiros da minha Palavra. Sem profetas os homens comem o pão e sem saber o que fazer com as sementes, comem-nas também! Passam a comer tudo o que de bom encontram no caminho, sem se importar com a semeadura!

Mandei-te para estar entre eles, como ovelha no meio dos lobos. E você permitiu que eles comessem também o seu ânimo!”

Conclusão da Parábola:
O “lugarejo” são os nossos dias; seus “habitantes” são [na maioria] a igreja de hoje. “Jeoaquim” significa os pastores de Deus, hoje cansados de pregar a um povo que só quer o beneplácito de Deus, que só quer ver Suas mãos e não Seu rosto. Gente faminta de milagres e sobrenatural. Que come qualquer coisa que traga alívio ao “deus que habita em seus ventres” (Fl 3. 19). Geração responsável por matar o ânimo de pastores e profetas, que acabam corrompendo suas mensagens para ver suas igrejas cheias de pessoas vazias!

Que Deus tenha piedade de nossa geração! E não nos permita “dormir com nossos pais” de barriga cheia! (Ap 22. 17/Mt 5. 6)

Vem, Senhor Jesus!  A graça do Senhor Jesus seja com todos. Amém.

Ney Gomes – 11/08/2014

"Sem profetas os homens comem o pão
 e sem saber o que fazer com as sementes, 
comem-nas também!" [Ney Gomes]
 


Postagens mais visitadas