Serviço. O Legado da Submissão Verdadeira.



Serviço. O Legado da Submissão Verdadeira.

Leitura Contextual: João 13. 1- 17

Toda a submissão exercida fora da autoridade é bondade. Era estranho aos discípulos ver Jesus lavando seus pés (v. 5). Mas, Jesus era livre em seu coração, para com Sua grandeza servir os outros. Servir significa que nosso coração finalmente abrigou o ensino do Evangelho.

É bondade, quando servimos as pessoas que não exercem autoridade sobre nós. Quando o nosso coração aceita o “ensino do Evangelho”, ele move as nossas mãos em serviço; move as nossas toalhas! A bondade [desdobramento da submissão] é o “fruto da árvore”.

A bondade é o fruto de um coração que encontrou o legado da submissão. Que é o encontrar prazer em servir as pessoas e a causa de Cristo, do Pai. Os apóstolos parecem ter compreendido bem esse ensino de Cristo posteriormente. Que uma pessoa que serve é sempre surpreendente (vs. 7, 8/II Co 12. 9b).

A submissão nos liberta para servir a Cristo em todos os seus interesses, e não somente naqueles que enchem nossos olhos. Esse era o grande ensinamento daquela noite. Mostrar que uma pessoa livre não se constrange diante das necessidades da comunhão (II Co 12. 15/Fl 4. 12, 13).

Se nosso serviço supre a necessidade da igreja e gera alegria, isso pode ser definido como bondade. Somos de fato, livres, quando alcançamos essa submissão. Que é uma submissão de dentro para fora. Fruto de um coração que entendeu o Evangelho, pelo Espírito Santo.

Já que parecia ser indigno [e ninguém o fez], Jesus sem constrangimentos assumiu a responsabilidade de fazer (v. 14). A verdadeira submissão nos leva ao serviço, naqueles momentos onde a maioria das pessoas só vê indignação. Que nos fará ficar quando todos forem embora. Que nos fará chegar primeiro, quando todos os demais estarão presos nos “engarrafamentos” produzidos por suas desculpas.

O grande mistério da vida Cristã está no aprender a servir. Por isso, o Bispo, o Pastor, para Paulo, não poderia ser um neófito; novato, um iniciante. Com um ensino correto e um “punhado” de tempo, uma pessoa descobre prazer nisso. E isso, é que caracteriza um verdadeiro líder espiritual (v. 8b).

Submissão que acontece por necessidade e não por autoridade, é a mais pura bondade (Fl 2. 3- 9). Somos verdadeiramente livres quando descobrimos que a liberdade com que Cristo nos libertou, nos possibilita, à seu exemplo, de servir quem quer que seja, seja qual for a circunstância, em todo e qualquer lugar.

E não é assim que nascem as igrejas? (v. 17/At 8. 26; 16. 9, 10)

Ney Gomes – Primavera de 2014. “Estilo Rascunho”.
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10




Conheça a página de minha igreja, CEI.
http://cei.org.br/servico-o-legado-da-submissao-verdadeira/



Postagens mais visitadas