Identidade Pedro - Um Ponto de Partida.




UM PONTO DE PARTIDA.


“Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me?”    (Jo 21. 17 – ACF)

Como deve ter sido angustiante para Pedro não ter se encontrado onde ele acreditava que estava. Como deve ter sido doloroso não ser, não ter e não estar! Estar perdido em pensamentos é a pior forma de perdição, e Pedro estava naqueles dias bem perto desse abismo sem fim. Mas, a bênção do Evangelho aqui se resume, em que ele coloca o homem no lugar certo, em mente e coração. Para daí, apresentar para Deus um homem perfeito em santidade (Ef 4. 22, 23).

         Quando o SENHOR Jesus aparece para Pedro e os demais discípulos, a “pedra já tinha rolado de lugar”. Isso é, Pedro não se achava mais onde acreditava estar, que era acima dos demais discípulos. Mas é preciso que o Mestre o conduza em certeza até esse lugar, e lhe pergunta: “Tu me amas (grego, ágape) mais do que estes outros?”. À exemplo daquela noite, Pedro não desfaz a sua palavra, mas se coloca no nível mais baixo (grego, filo). Sabemos que o amor descrito no grego como “philos” é um amor comum; um gostar; uma apreciação. Por isso, que na Bíblia, seu uso não é frequente. Por uma segunda vez, Jesus vai conduzir Pedro à sua certeza. Como dá primeira vez, ele responde nos mesmos termos, dando entendimento que seu amor é “philos”. Mas na noite da Ceia, não era esse o pensamento que tinha sobre o seu próprio amor (Lc 22. 33). Ele pensava amar Jesus para além do que podia entender, ao ponto de afirmar, que daria sua vida, diante da traição de todos.

         Na cultura judaica 3 é um número de confirmação, daí se inclinar 3 vezes, de orar e bater na porta (Jo 21. 14). Jesus então, de maneira surpreendente e confirmadora lhe pergunta a terceira vez: “Simão, filho de João, tu me amas (grego, filo)?” Pedro se entristece não pela pergunta, mas pela certeza de saber onde está! Agora, Pedro tem certeza que Jesus sabe que seu amor é um gostar, e nada sacrificial. Pedro olha para os amigos e sabe que está no mesmo nível que eles, e talvez, naquele momento, isso lhe tenha sido chocante. O Evangelho veio para isso, que revelando a nossa condição real diante de Deus, nos leva para onde devemos estar! Se uma coisa não pode ser confrontada e confirmada, essa coisa não pode gerar qualidade e mudanças (Ap 2. 4). Ora, Pedro nos é apresentado como a verdade mais poderosa dessa receita! (I Pe 4. 17)

         No exato momento desse texto, Pedro já está sofrendo mudanças estruturais poderosas da parte de Deus, e em menos de 100 dias vamos ter certeza absoluta disso (At 2). Seu amor já está em processo de metamorfose de “filo para ágape”. Sobre alcançar esse amor, que na Bíblia é descrito como “sacrificial”, Jesus garante para Pedro, já estar acontecendo nele. E que em tempo futuro, as demais pessoas dariam testemunho disso. João entende, que Jesus estava falando do tipo de morte com a qual Pedro iria glorificar a Deus. Mas isso é subjetivo, pois na verdade Jesus estava dizendo que Pedro já estava vivenciando esse amor. Sacrifício é aceitar estar onde não se quer (At 10, estar na casa de Cornélio), fazer o que não se precisa (At 11, se explicar por obedecer a Deus). É ser conduzido por outra força que não seja a sua própria vontade (At 12, se deixar prender por Herodes). É maravilhoso que Jesus enxergue vida em nós, quando outros só veem morte! (v. 19). E confirmando isso, Jesus diz: “Segue-me”.
        
Se também permitirmos o Evangelho nos confrontar, será certo que nosso futuro vai glorificar a Deus (At 9. 16). Nossa melhor oportunidade está no que o Evangelho revela sobre nossa condição em Adão (Rm 3. 23). A graça nos faz ver, por Sua luz, a miséria de nosso estado, gerando em nós dessa forma, o desejo de abandonar tal situação (Rm 8. 5- 8).

Já dizia Lutero [parafraseando], no que enxergamos nossos pecados e Jesus, não tem como não desejarmos sermos semelhantes a Jesus! (I Co 15. 22)

Ney Gomes. 02/03/2016
"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

Postagens mais visitadas