AS PROMESSAS CUMPRIDAS DO SALMO 23.

AS PROMESSAS QUE CRISTO CUMPRIU NO SALMO 23.

 

   Posso descrever como se tivesse acontecido hoje pela manhã. Foi num dia de sexta-feira, daquelas que nos fazem entender que vem mais um fim de semana como qualquer outro. Tínhamos em Barra, como sempre e infelizmente, um pequeno grupo que orava depois das 22 hs. Não tínhamos hora para terminar, e isso era o ponto central e bom desse grupo. Cheguei, tomei um cafezinho, troquei algumas palavras com os irmãos e parti sozinho para a nave do templo, onde decidi de joelhos, iniciar logo meu período de adoração. Mal me posicionei, ouvi uma voz que me disse: "As promessas que Cristo cumpriu no Salmo 23".

 

Eu sabia que aquilo não era coisa da minha cabeça; havia sido formulado por Alguém que tinha e que ainda tem, um interesse especial de nos fazer conhecer mais a Cristo – O Espírito Santo. –

 

Levantei-me, e num pedaço de papel, anotei o desafio. O Espírito estava me desafiando a estudar e ler sobre o assunto, e não demorou muito para eu fazer isso; e descobrir do porquê desse salmo, apesar de sua simplicidade, tocar em tantos corações (Jo.16: 13, 15).

 

† A promessa de DIREÇÃO. (Jo. 14:6).

 

'O Senhor é o meu pastor; nada me faltará'.

 

   Desde o pecado do Éden, o homem natural tem andado sem direção, fazendo seu próprio caminho ou sendo enganado pelo diabo (Prov. 14: 12). O homem tem desejo de ser guiado por Deus, por saber que desse jeito, ele estará seguro (Sl.119: 133 – Mc.6: 34). Desde o princípio o homem olha para o céu com um desejo mais profundo do que apenas ver o brilho das estrelas. O verdadeiro prazer estar em andar na presença de Deus, estar com Ele, ouvir Sua voz, enfim, lhe obedecer (Prov.19: 21). Mas como conhecer Deus, sem a coisa mais preciosa para isso, que é saber onde Ele esta de fato. Cristo é o cumprimento dessa promessa profética. Somente andando no caminho que Deus nos traçou, é que podemos dizer: "nada nos faltará". A antecipação de uma verdade que só pode ser dita por quem conhece o seu próprio futuro, ou por quem o entregou a outro. Dizer que nada me faltará e o mesmo que dizer que sei onde vou chegar (Sl.37: 23,25). Nascer de novo significa em outras palavras um reredicionar na nossa direção (Prov.14: 12). A esperança Cristã esta em saber onde vamos chegar ao fim de nossa caminhada e é isso que nos mantém caminhando (I Tes.4: 13, 18). Cristo é nossa Bússola, nosso Norte, nosso Deus!

 

† A promessa do CUIDADO. (Jo.10: 14, 17 – 17: 12).

 

 'Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas'.

 

   Ovelha nenhuma deitaria em pasto algum, se seu pastor não estivesse disposto a dar a vida por elas. As pastagens podem ser muito perigosas para uns e apetitosas para outros. O que faz a diferença é a coragem do pastor (Jo.10: 12). Cristo deu Sua vida para cumprir essa promessa: "Deitar-me faz em verdes pastos". Esse princípio é o da expiação. Cristo deu Sua vida por nós e dessa maneira temos bem estar, que não depende mais das circunstâncias, mas da fé (Fil.4:11, 13). À medida que aceito a liderança de Cristo sobre minha vida, tenho minhas necessidades supridas (Sl.34: 9). Certamente existe uma diferença entre o que preciso e o que quero e a palavra água, retrata bem isso, por ser um elemento básico e indispensável à vida orgânica. Tranqüilidade para mim tem haver com o Caráter santo de Deus, isto é, Ele não vai comprometer sua santidade para lhe trazer benefício algum. Cuidar significa lhe orientar num bom casamento, amigos, trabalho, lazer e etc. Não faz parte dos planos de Deus, usar de meios escusos para te abençoar. Deus não se engana, Ele sabe onde esta as águas tranqüilas, basta-nos ter paciência em aceitar a caminhada, que em certos casos, pode ser longa. Águas tranqüilas lembra primazia. Numa terra árida, com poucos recursos hídricos, a competição pelo primeiro lugar nos poços era normal; pastores inexperientes davam a suas ovelhas águas lamacentas, sujas, pelas patas de outros rebanhos que chegassem primeiro. Cristo sempre tem o melhor para nós, e só a obediência revela isso (Jo.7: 37, 38). Cuidar na visão de Deus é te abençoar com o melhor, com as primícias de Seu coração (Jo. 3: 16).

 

† A promessa de MOTIVAÇÃO. (Jo.14: 12).

 

 'Refrigera minha alma; guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome'.

 

   Por sua morte expiatória na cruz, Cristo cumpriu essa promessa. Refrigerar no original hebraico significa também bebida. Estamos vivendo num mundo cada vez mais seco, mais árido, com pessoas vazias e tristes. Não há mais aquele rio de vida, de que tanto fala os antigos, onde as pessoas eram felizes com quase nada ou com nada. Estamos vivendo num mundo de grandes distâncias e pouco êxito. Verdade que nos leva a andar muito e encontrar pouco. Pessoas que no fim de uma caminhada, só querem algo para beber, algo que lhe restaure as forças e o ânimo. O Espírito Santo é esse liquido milagroso, esse tônico maravilhoso. Uma Bebida que levanta nossa cabeça e nos faz olhar para cima, bem para cima, onde poucos conseguem concentrar o olhar, por falta de forças (Hb.12:2). Há dentro de nós um manancial que jorra para a vida eterna; da fonte que é Cristo Jesus! Crentes também vivem nesse mundo árido, mas não são secos, são fontes de vida e vigor, como o bom samaritano. Cada um só pode dar o que tem; e nós temos uma fonte inesgotável de vida (Rm5: 5). O Espírito nos motiva a viver uma verdadeira vida, onde Cristo é o centro, o combustível, a razão. (Jo.7:39).

 

† A Promessa de SEGURANÇA (Mat.28: 20).

 

 'Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam'.

 

   Foi a ressurreição que possibilitou o cumprimento dessa promessa. Não estamos mais a deriva no mar do acaso, Cristo é o Nosso Guia, pelas veredas escuras que todos nós temos que enfrentar na vida. Essa é uma promessa de peso pastoral, que é exercida por Cristo com vara e cajado. Cristo garantiu a Paulo na prisão em Cesaréia que ele não seria morto ali e que era necessário ele ir a Roma, dar testemunho a César (At.23; 11). Tirou Pedro da prisão, em meio a 16 soldados e muitas barras e correntes de ferro. Tamanha era a confiança de Pedro que ele dormia em meio ao desconforto (At.12; 11). Mas essa promessa tem uma natureza escatológica tremenda, pois nossa maior segurança e não participar da tribulação e da grande tribulação, do cálice da ira de Deus. Nossa segurança maior é estar no céu, com Cristo e com Nosso Pai e Criador. Hoje, no entanto, temos o Espírito que nos afasta do pecado, com Sua direção e permanência em nós. E isso é realmente segurança para nós (Fil.3; 1 – II Pe.1: 12).  

 

† A Promessa da HONRA (Mat.10: 32).

 

'Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda'. 

 

   Como intercessor, Cristo nos honra diante de Deus. Confessando conhecer nossas obras e nosso testemunho. Como Deus, ele nos honra ao demonstrar que temos comunhão com Ele atravez dos sinais e maravilhas. Nossa fé e confiança possuem o poder de nos levar para perto de Cristo, para as bodas do Cordeiro. Mesa é símbolo de serviço, e Cristo não se envergonha de trabalhar para os que Nele esperam (Is.40: 31 – Rm.8: 28). Deus nos unge, cura nossas feridas e enfermidades, diz que somos seus queridos e que não Se envergonha de nós. Já é uma grande honra Deus ter se tornado homem, vivido minha vida e sentindo minhas necessidades. Mas Ele foi além disso, Ele morreu minha morte, para que eu possa viver Sua vida; isso sim, é honra de verdade! Amar-me, quando o que mereço é morrer (Rm.5: 8). Se isso não é honra, não sei o que significa honra então. Sem contar que o fruto dessa amizade, se manifesta nas horas mais difíceis, quando nossos inimigos estão bem perto de nós. Se Davi fosse vivo e soubesse o que sabemos, Ele só diria: - Obrigado pelo banquete!

A Honra de Deus é a sua adorável presença em nós.

 

† A promessa de COMPROMISSO (Aliança).

 

'Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha  vida; e habitarei na Casa do Senhor por longos dias'. (Sl.23 - VRC). 

 

   Com sangue se cumpriu essa promessa, a saber, a Nova Aliança, a Graça de Deus, que nos foi revelada amplamente em Cristo Jesus (Col.2: 2, 3). Todo o potencial que Deus possui para nos fazer bem, agora é garantido em Cristo Jesus, mediante a fé. Aliança é direitos e deveres, entre duas ou mais pessoas, em nosso caso; entre nós mesmos e Deus. Ao derramar Seu sangue pela humanidade, Cristo garantiu a Bondade e a Misericórdia de Deus a todos quanto crêem em Seu nome. Cristo traz consigo esse benefício de Deus, por isso a promessa é móvel: "Me seguirão". Essa promessa esta em Cristo, Ela é Cristo, o tesouro de Deus para os homens; em qualquer lugar. O "certamente" do v.6, vem do acordo já firmado entre as duas partes, isto é, essa é uma promessa para crentes, não para incrédulos e recitadores de palavras mágicas (At.19). Alianças são compromissos selados, com resultados previstos no acordo. Que em nosso caso, é permanecermos fiéis a Cristo e a Sua palavra revelada nas Escrituras.  Alianças terminam em resultados positivos para ambas as partes. Aliança é um compromisso, onde o elemento mais forte é à força do caráter, isto é, deve haver transparência e entrega total. Elementos que geram mutua confiança. Certamente o maior benefício da Aliança com Deus, e a presença constante de Sua benção. Quer dizer a possibilidade de em todos os momentos vivermos um milagre. Paulo traduz essa promessa em outras palavras quando diz que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Pessoas que amam a Deus são pessoas que firmaram com Ele uma aliança. Graça significa, amor de Deus, boa vontade para com os homens, desejo de tê-los por perto. Se firmarmos uma aliança com Deus, O amamos, e se O amamos, queremos habitar em Sua presença. O Salmo 23 é uma oração profética, que só pode ser resgatada do Antigo Testamento mediante o nosso compromisso com Cristo. Aliás, Cristo é o instrumento único para se retirar qualquer verdade do Antigo Testamento. Hoje encontramos igrejas evangélicas levantando Tabernáculos em seus templos, falando da benção de Abraão de um modo isolado, digo, sem se fazer a menor menção de Cristo. Cristo é o cumprimento da Lei e dos Profetas, veículo único da Graça de Deus para os homens. Cristo resume as bênçãos do A.T. em si mesmo. Se eu não aceito a santidade de Cristo, seus ensinamentos, suas instruções para um viver santo, não posso pensar nas  bênçãos de Deus, sendo elas antigas ou novas. A Igreja da nova aliança é Cristocêntrica, isto é, o centro de sua mensagem é Cristo; Sua vida, Sua obra, Sua morte e Sua ressurreição. Isso já é suficiente para nos abençoar completamente. Fora isso, qualquer coisa é teoria. Cristo é a única coisa que é fato na vida da Igreja que leva seu nome.

 

É isso que tenho a dizer!

 

 Ney Gomes  - JANEIRO DE 2004
'Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo.' 1 Timóteo 4.10



Veja mapas e encontre as melhores rotas para fugir do trânsito com o Live Search Maps! Experimente já!

Postagens mais visitadas