O DESPERTAR DO AMOR. (I Sm 18)

O DESPERTAR DO AMOR.

 

Depois dessa conversa de Davi com Saul, surgiu tão grande amizade entre Jônatas e Davi que Jônatas tornou-se o seu melhor amigo. Daquele dia em diante, Saul manteve Davi consigo e não o deixou voltar à casa de seu pai.  E Jônatas fez um acordo de amizade com Davi, pois se tornara o seu melhor amigo.  Jônatas tirou o manto que estava vestindo e o deu a Davi, com sua túnica, e até sua espada, seu arco e seu cinturão.

                                                                                                                          (I Sm 18. 1- 4 – NVI).

 

            A corte nunca provocou entusiasmo no jovem Jônatas. Assuntos internacionais, disputas agrárias e alianças políticas, pareciam capítulos de uma novela mexicana interminável, onde todos os personagens têm dois nomes. Sem contar que o real interesse por trás de tanta bajulação lhe dava constantemente embrulhos no estômago. No auge de sua juventude aqueles assuntos totalmente desprovidos de emoções lhe pareciam um eterno castigo. Nem mesmo as constantes notícias do front de guerra lhe curavam os constantes bocejos; a vida da corte lhe era um grande tédio. E sob essa perspectiva pensava com grande horror no dia que aquela coroa estaria sobre sua cabeça.

         Mas tudo mudou no dia que o general Abner trouxe um jovem e ainda desconhecido herói a presença de seu pai, o rei Saul. Davi certamente não era dono de um grande porte físico, suas habilidades com a espada jamais foram notificadas em nenhum boletim de guerra, porém em seu coração residia o poder para conquistar uma nação. E sem saber, Jônatas estava diante do homem que levaria o seu coração cativo e logo depois o de todo o Israel (I Sm 18. 5b). O serviço despretensioso daquele jovem pelo bem estar do reino e do rei, despertaria em todos um amor ainda desconhecido. Seu serviço era tão humilde que o comprometimento gerado disso transmitia muita segurança e paz (no dia em que venceu Golias, Davi liberou Israel para vencer a sua batalha mais importante; a batalha contra o medo!). E a começar por Jônatas, muitos descobririam que é bom ter alguém assim como verdadeiro amigo (I Sm 18. 3/22. 2). Não sabemos bem qual foi o teor integral da conversa, mas podemos especular que Davi não foi ali para falar de si mesmo, ou de detalhes da luta travada com Golias. Podemos dizer que com o coração vibrando de palavras boas (Sl 45. 1), Davi deu testemunho de sua crença mais íntima no Deus vivo e verdadeiro, o que de fato o impulsionou a desafiar o experiente soldado de guerra Golias. Talvez Davi tenha conquistado o coração de todos naquela sala real ao dizer que a recompensa que desejava já havia conseguido ao ver a saúde espiritual do povo restaurada. Parece que Davi não fez muito caso da recompensa oferecida pelo rei, pois suas palavras seguintes só demonstram preocupação com o estado em que se encontrava o coração de todos (I Sm 17. 32). Nos campos de batalhas, homens com medo e nas vilas, mulheres envergonhadas e temerosas que seus filhos soubessem que seus pais, haviam sido pré-derrotados pelo pânico provocado pela sombra de Golias. De volta a Jerusalém, os guerreiros agora orgulhosos, traziam grande despojo do acampamento filisteu. Mas, Davi, com seu coração de pastor, só pensava em chegar a tempo de ministrar o remédio que iria curar a crença no cuidado do SENHOR por Israel: A cabeça de Golias! (vs. 53. 54).

Saul se admirou com tal feito, mas sabia que Davi era jovem demais. Ele poderia ter resolvido de forma rápida a equação, mas certamente havia um bom professor. Seu nome era Jessé e sua família herdará de raízes maternas o dom da fé. Outrora num passado não tão distante, mulheres de sua linhagem voltaram de Moabe para Israel, guiadas somente por uma esperança. Dizia-se por aqueles dias que Deus visitara mais uma vez o seu povo, lhe provendo alimento, e agarrando-se a esse boato como a uma bússola (Rt 1. 6) , ela voltou para Israel sem saber que Deus lhe estava chamando para em seu sangue construir e edificar uma história de fé triunfante e conquistas que seriam contadas de geração a geração. Certamente NOEMI ensinou a Obede (Rt 4. 16) , que ensinou a Jessé, que ensinou a Davi a verdade de que Deus não quer ver seus filhos envergonhados e com essa sólida crença, Davi derrotou Golias. Tempos depois entendemos o porquê de saber de quem Davi era filho? Se o caçula era capaz de tal feito, o que poderia fazer os mais velhos? Afinal, os frutos nunca caem distantes da árvore.

  A vida de Davi nos ensina que o serviço prestado humildemente conquista o coração e a simpatia das pessoas, e por conseqüência disso um desejo verdadeiro de fazer algo concreto por quem presta tal serviço. E isso, contemplamos por toda a trajetória de Davi até sua chegada ao trono. O serviço nos libera da monotonia do pecado e nos salva de viver uma vida atrás de vãs emoções e adrenalina constante.

         E é desse serviço que se muniu Jesus ao iniciar seu ministério. Jesus é o exemplo máximo de dedicação ao bem estar do próximo, por isso, Ele é o sumo modelo a ser seguido em nossa caminhada Cristã. Mais do que Davi, suas palavras provocavam a imaginação das pessoas para o que seria aquele estilo de vida inovador que ele vinha lhe apresentando em seus discursos por todos os lugares. Mas esse estilo de vida nem sempre é o mais seguro, mas ainda sim é difícil atingir alguém que serve, pois o serviço cria ao nosso redor uma verdadeira rede de proteção e essa rede não falha, pois é baseada em algo infalível, isso é, no amor. Jesus e Davi tinham uma rede extensa ao seu redor, pois serviam de forma fiel e integra aos interesses enxertados em seus corações (Jo 4. 34) . Podemos constatar isso durante a trajetória de cada um. Por onde passasse, Davi tinha pessoas que lhe ajudavam e que de alguma forma lhe mantinham em segurança. Jesus, de cidade em cidade, encontrava pessoas dispostas a abençoar seu ministério. E os simpatizantes, que eram diversos, e que se encontravam ora entre os mais pobres e ora entre os mais ricos e poderosos, desejavam de alguma forma contribuir para sua comitiva. Esse time vai de líderes religiosos, há mulheres de classe média e alta, personagens que fizeram à diferença na nova história humana que Jesus estava escrevendo (Lc 8. 1, 3). O serviço desperta o amor e o amor mantém a rede. A rede de proteção é sem dúvida um privilégio exclusivo de quem serve. Jesus sabia que a saúde e o crescimento do evangelho estariam ligados intimamente a essa verdade, por isso, trabalhou bastante a idéia de servo e senhor na vida dos discípulos, enfatizando bastante o conceito de que eles só seriam grandes à medida que servissem (Jo 13. 14, 15). Se o conceito fosse bem assimilado pelos doze, eles teriam por toda a vida e ministério uma rede de proteção sem limites e o mistério contido no Evangelho a simpatia necessária para germinar e crescer (Mt 13. 31, 32). A comunhão da igreja está alicerçada sobre essas duas grandes verdades; serviço e amor, e quem pode dizer o contrário? Quem pode dizer que essa verdade não foi a verdade do ministério de Jesus? São essas duas coisas que oxigenam os relacionamentos da igreja e fora dessa verdade não há vida de Deus. Em sua primeira carta, Pedro trata desse assunto de forma especial, descrevendo o serviço como à característica principal do corpo de Cristo (2. 16).

         Somente o serviço nos proporciona uma vida milagrosa, onde o cuidado de Deus é sempre presente. Davi dá testemunho particular disso ao escrever o salmo 37: "Já fui jovem e agora sou velho, mas nunca vi o justo desamparado, nem seus filhos mendigando o pão". Veja que o uso dos verbos aponta para a sua experiência, "fui e sou". Isso significa que a mesma experiência é restrita para os que se colocam na posição de crer e servir. O serviço cura, restaura, edifica e indica a direção da verdadeira doutrina há ser seguida. É o que de melhor nos assemelha ao Senhor e aos heróis do Antigo Testamento.

 

         Gostaria que você colocasse sua imaginação a serviço do Reino e medita-se um pouco nessas poucas palavras que escrevi.

 

Ney Gomes, servo do Senhor.

30 de Agosto de 2008.



 


Conheça já o Windows Live Spaces, o site de relacionamentos do Messenger! Crie já o seu!

Postagens mais visitadas