EVANG. EMOCIONAL. PEDRO E SUA NOVA MISSÃO.


EVANGELHO EMOCIONAL.

A QUÍMICA DE UMA NOVA VOCAÇÃO.

 

Jesus disse a Simão: "Não tenha medo; de agora em diante você será pescador de homens". (...) Pela terceira vez, ele lhe disse: "Simão, filho de João, você me ama?" Pedro ficou magoado por Jesus lhe ter perguntado pela terceira vez "Você me ama?" e lhe disse: "Senhor, tu sabes todas as coisas e sabes que te amo". Disse-lhe Jesus: "Cuide das minhas ovelhas".

(Lc 5. 10b/Jo 21. 17 – NVI).

 

            Não sabemos ao certo sobre os elementos que compõem uma vocação ministerial. Mas, parece que a dor, o arrependimento, a crença e a certeza misturadas em certas circunstâncias, sob um leve toque de amor divino, dão origem a uma coisa nova na vida de alguém que já estava com o destino pré-determinado.

            Foi assim com Pedro. Chamado na primeira hora para ser um evangelista, recebe depois uma nova orientação ao demonstrar que possuí atitudes capazes de proteger outras pessoas. Ser chamado para uma nova função não significa que não seremos bons na primeira coisa, e sim, que seremos melhores na segunda. Uma segunda vocação não anula a primeira (II Tm 1. 11 e 12).

            Inicialmente Pedro seria um anunciador das Boas Novas, um arauto em todos os sentidos. Mas, após um tempo aprendendo pelo caminho, demonstrou capacidade para também cuidar e orientar.

            Esse caso não significa que todos irão ao longo do tempo receber uma nova vocação.  Todavia, existe a possibilidade de nossas experiências nos habilitarem para uma nova forma de servir ao Senhor. Mas digo experiência, me referindo aquilo que verdadeiramente aprendemos ao término de um tempo ou lição, como no indiscutível caso de Pedro.

            Não existe aqui uma regra rígida e sim, um oportunismo maravilhosamente divino.

 

Ney Gomes – 28/03/09.

 



Descubra quais produtos Windows Live tem mais a ver com você! Faça o teste!

Postagens mais visitadas